sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Anita Prestes: herdeira de Olga Benário Prestes e Luiz Carlos Prestes



Comentário da historiadora Laura de Aquino, professora da UFPB, ao artigo O que falar de Anita Prestes? Intregridade, coerência e profissionalismo

Prezado Marcos César,


Assino embaixo do seu artigo sobre Anita Leocádia Prestes. Gostaria de enfatizar que, o profissionalismo de Anita, como historiadora, é também revelador do seu brilho intelectual. Ela tem escrito sobre Prestes e Olga, com rigor científico, com absoluta precisão teórico-metodológica, contribuindo imensamente para esclarecer períodos obscuros da história brasileira. Como historiadora que sou, considero impecável o distanciamento que Anita Prestes consegue estabelecer quando escreve sobre os seus pais. Não é tarefa fácil, os que possuem o mesmo ofício, que militam no métier, sabem disso. Aliás, é voz corrente, entre todos os que acompanham a produção historiográfica de Anita, que um dos pontos, digamos, altos, dos seus livros é justamente a análise da participação de Prestes, na vida política do nosso país, baseada em farta documentação. Anita, como os seus livros, artigos, etc. demonstram, não está preocupada em monopolizar nada, muito menos em se colocar como única herdeira de Prestes e Olga. Ela pesquisa, e baseada em documentos, insisto, escreve. E como escreve bem! Será que deve ser recriminada por isso também?

A Anita Prestes, militante comunista, com a sua coerência, sua firmeza, suas posições claras, também é conhecida e admirada, não será meia dúzia de oportunistas que mudarão isso.

Por fim, quero me referir, caro Marcos César, a um outro aspecto que você ressaltou na personalidade de Anita: o seu caráter incorruptível. Nesse sentido, queiram ou não, os seus adversários, os seus críticos de plantão, ela é sim, a única herdeira de Olga Benário Prestes e Luiz Carlos Prestes, na limpidez do seu caráter, na solidariedade humana, na coragem, na sensibilidade invulgar que não precisa de comportamentos demagógicos, para se manifestar.

Por enquanto, é só, o mais é parabenizá-lo pelo seu artigo. Receba o meu abraço

Laura de Aquino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário