segunda-feira, 19 de agosto de 2019

A “crise da educação” em tempos de neoconservadorismo: a contribuição da história da educação para compreender o presente

Por Marcos Cesar de Oliveira Pinheiro

Cadernos do GPOSSHE On-line, v. 2 n. 1 (2019): Dossiê: Crise da educação em tempos de neoconservadorismo  

Leia artigo completo em PDF clicando aqui.

Publicado
2019-08-14

A “crise da educação” em tempos de neoconservadorismo
a contribuição da história da educação para compreender o presente

Por Marcos Cesar de Oliveira Pinheiro

Resumo
Busca-se refletir sobre a contribuição do conhecimento produzido em História da Educação para pensar o momento atual de desmonte da educação no país, em particular, a educação pública. Nesse sentido, discute-se o papel da educação como um campo de disputa entre várias propostas de sociedade, entre diferentes concepções do mundo, como um terreno onde os grupos sociais lutam pela hegemonia, pela conquista do consenso para seus diferentes projetos societários.


Pinheiro, M. (2019). A “crise da educação” em tempos de neoconservadorismo. Cadernos Do GPOSSHE On-Line, 2(1), 120 - 142.




segunda-feira, 12 de agosto de 2019

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

“Introducción a Costumbres en común de E. P. Thompson”

Introducción de Julio Martínez-Cava

Introducción a la reedición de E. P. Thompson – Costumbres en común. Estudios sobre la cultura popular (Madrid: Capitán Swing, 2019).

Artículo completo en pdf: Prólogo a Costumbres en Común


terça-feira, 30 de julho de 2019

TRÊS REGIMES AUTORITÁRIOS NA HISTÓRIA DO BRASIL REPUBLICANO: O ESTADO NOVO (1937-1945), A DITADURA MILITAR (1964-1985) E O REGIME ATUAL (A PARTIR DO GOLPE DE 2016)

O papel do capital financeiro internacional na constituição de regimes autoritários no Brasil

Artigo de Anita Prestes

Revista de História Comparada - Programa de Pós-Graduação em História Comparada-UFRJ, Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, p. 108-129, 2019. 



Por Anita Leocadia Prestes

Resumo

No artigo adota-se a metodologia comparativa para realizar a apreciação de três regimes autoritários da História do Brasil republicano nos séculos XX-XXI: o Estado Novo (1937-1945), a ditadura militar (1964-1985) e o regime atual (a partir do golpe jurídico-parlamentar de 2016). A partir do entendimento das diferenças existentes entre os conceitos de autoritarismo e fascismo, definidos por uma interpretação baseada na teoria marxista e, em particular, nas teses defendidas por Jorge Dimitrov, Antonio Gramsci e Palmiro Togliatti, chegou-se a algumas conclusões importantes sobre o papel do capital financeiro internacional na constituição de regimes autoritários no Brasil.



sábado, 27 de julho de 2019

Análise do professor Roberto Leher sobre o “Future-se”

Texto de Roberto Leher analisando o “Future-se”, projeto governamental apresentado para discussão nas Universidades Federais  e que é necessário apreciar e discutir.

Baixe aqui o texto do professor Roberto Leher sobre o “Future-se”.